quinta-feira, dezembro 06, 2012

A RELAÇÃO ENTRE A PSICOPEDAGOGIA E A PSICOMOTRICIDADE


Quem tem olhos para ver e ouvidos para ouvir, se convence que os mortais não podem ocultar nenhum segredo. Aquele que não fala com os lábios, fala com as pontas dos dedos: nós nos traímos por todos os poros.” (Freud)
Os distúrbios de aprendizagem são geralmente relacionados a problemas de ordem psicológica e não relacionados ao nosso corpo como um todo, nosso sistema motor. A psicopedagogia tem como seu principal objetivo resgatar a autoria de pensamento e para isso é necessário unir duas coisas: o querer (desejo) e o fazer. A psicomotricidade trabalha o corpo em movimentos precisos, econômicos e harmoniosos, unindo os conceitos de desejo e prática.
Como sujeitos temos mente e corpo. Não há como separá-los quando falamos em aprendizagem. Antes de aprender a linguagem verbal temos uma linguagem corporal já existente. Nossos movimentos, nossos primeiros passos, a descoberta do que podemos fazer com o corpo que possuímos precede à fala. Comunicamo-nos com outras pessoas através de gestos, de movimentos, desde pequenos. É possível observar muitos adultos que gesticulam enquanto falam. Nossos movimentos, “as pontas de nossos dedos”, como diz Freud na citação acima, falam por nós como nossas palavras.
A psicomotricidade e a psicopedagogia podem e devem ser parceiras no processo de resgate do sujeito autor, pois juntas criam uma unidade entre a objetividade de nossos atos motores e a subjetividade de nosso pensamento, nossa psique. Como psicopedagogos não somos psicomotricistas, mas precisamos ter conhecimento e parceria com profissionais da área para que possamos trabalhar de forma melhor e completa com nossos pacientes, deixando conceitos banais fora de nossos consultórios.

Fonte:http://espacopensar.wordpress.com/
Postar um comentário