sábado, janeiro 04, 2014

Surdocegueira


PERSPECTIVA GERAL SOBRE A SURDOCEGUEIRA - BARBARA MILES
(TRADUÇÃO RESUMIDA DO TEXTO)

O que é surdocegueira?
A surdocegueira é uma condição em que se combinam transtornos visuais e auditivos que produzem graves problemas de comunicação e outras necessidades de desenvolvimento e aprendizagem. Estas pessoas necessitam de uma educação individualizada devido aos problemas de visão e audição, que requerem enfoques educativos especiais e exclusivos para assegurar que as crianças tenham oportunidade de alcançar plenamente seu potencial.
Uma pessoa surdocega tem uma experiência do mundo única. Para nós que podemos ver e ouvir, o mundo se estende até onde nossos olhos alcançam ver e nossos ouvidos a ouvir. Já, para a pessoa surdocega o mundo parece estreito, pois suas experiências do mundo vão até onde seus dedos podem alcançar. E se as pessoas não mantém contato físico com eles, estes estão realmente sozinhos. Se a pessoa surdocega tem um resíduo visual ou auditivo, o seu mundo aumentará. Poderá escutar alguns sons, reconhecer pessoas a uma determinada distância e utilizar esses resíduos para alguma das técnicas de comunicação que auxiliem a sua aprendizagem, como por exemplo LIBRAS, escrita ampliada, etc.

Quem é o surdocego e quais são as causas da surdocegueira?
No Brasil, ainda não temos estatisticamente a população real de surdocegos. Nos EUA, em idade de 0 a 22 anos está estimado entre 35 a 40 mil pessoas.

As principais causas são:
Síndromes: Down, Usher, Trissomia 13
Anomalias múltiplas congênitas: CHARGE (drogas na gravidez, Hidrocefalia e álcool), microcefalia
Nascimento prematuro, Disfunções pré-natais congênitas: AIDS, Herpes, Sífilis, Rubéola, Toxoplasmose
Causas pós-natais: asfixia, meningite, encefalite, derrame cerebral, trauma craniano

Algumas pessoas podem nascer surdocegas, outras podem ficar surdocegas no decorrer de sua vida por acidente ou doenças. Geralmente a surdocegueira está acompanhada de outras deficiências, como é o caso da rubéola (afeta o coração) ou qualquer outra doença que possa trazer um atraso no desenvolvimento em geral e motor.

Quais são as dificuldades, os desafios que uma pessoa surdocega enfrenta?
A pessoa surdocega deve dar sentido ao mundo utilizando a limitada informação que dispõe. Se as pessoas que estão ao seu redor não ajudarem na informação sobre o que ocorre, isto pode trazer dificuldades ao surdocego.
As pessoas que convivem com um surdocego devem auxiliá-lo antecipando o que vai acontecer ou fazer dando pistas, ou comunicando-se através de LIBRAS, TADOMA ou outros métodos para que permita que o surdocego esteja preparado para o momento seguinte.
É importante também que se dê à oportunidade de escolha do melhor jeito do surdocego se comunicar para que ele possa ampliar e expressar seus pensamentos, necessidades e desejos. Permitir e auxiliar a uma maior independência na locomoção para que na vida adulta possa ter um trabalho que lhe permita utilizar seus talentos e habilidades e ter uma vida social agradável.
É preciso lembrar que alguns, pelas outras deficiências associadas a surdocegueira, podem chegar a vida adulta ainda semi dependentes para algumas tarefas. Isto vai depender muito de como esta criança foi trabalhada e das oportunidades que lhe foram oferecidas.

Quais são os desafios particulares que enfrenta a família, os profissionais (professores e pessoas que cuidam) das pessoas surdocegas?
O contato físico, o aproximar-se a ser aceito e mais tarde transformar estes contatos em sinais mais expressivos de comunicação, é o passo mais importante. Comunicar para o surdocego significa ampliar o seu mundo e expressar seus pensamentos e desejos. Nós enquanto profissionais, pais e pessoas que cuidam do surdocego, devemos estar atentos para mostrar todas as formas possíveis de comunicação para que ele possa optar.

Os principais sistemas de comunicação são:
-toques chaves
-objetos simbólicos
-LIBRAS
-escrita e leitura BRAILLE
-gestos
-desenhos simbólicos
-leitura oro facial
-TADOMA
-alfabeto digitado(LIBRAS)
-letras grandes(ampliadas) para leitura e escrita muitas pessoas surdocegas tem alcançado uma qualidade de vida excelente. 
Cada um, a sua maneira aceitou a surdocegueira como uma situação real em sua vida, o que lhes proporcionou uma valiosa e única experiência do mundo. As experiências educacionais auxiliam a maximizar suas habilidades para a comunicação e funcionalidade.
A família, os amigos, as comunicações de onde participam, o ambiente de trabalho, estão rodeado de pessoas que os aceitam como indivíduos capazes de produzir e os respeitam como seres humanos, em suas opiniões e escolhas. Acima de tudo, estas pessoas que cercam o surdocego estão prontas a facilitarem oportunidades de conhecimento e se enriquecerem com as experiências do convívio com o surdocego.

Postar um comentário