sexta-feira, junho 22, 2012

Autismo: O Musical (Documentário da HBO)

Sinopse:
Elaine Hall é uma das muitas mulheres que após várias tentativas para engravidar, opta emigrar para o país do seu pai (Rússia), decidida a adoptar uma criança. Após esta conquista Elaine descobre que o seu filho, Neal, não está a desenvolver-se como seria esperado e confirma isso mesmo aquando do diagnóstico de autismo.
Ao acompanhar as terapias expressivas em que o seu filho estava integrado, Elaine decide então criar o Miracle Project com o objectivo de trabalhar com crianças autistas com o intuito de promover competências pessoais e sociais.

Este documentário acompanha os seis meses de trabalho desenvolvidos no Miracle project pela equipa de Elaine, com cerca de 22 crianças diagnosticadas com perturbações do espectro do autismo, com o objectivo de criar e encenar um musical. Ao longo deste processo evidenciam-se as dificuldades comunicativas e relacionais que caracterizam as patologias deste espectro.
O documentário aborda ainda diversas questões do ponto de vista de cinco destas crianças e das respectivas famílias que disponibilizaram alguns vídeos caseiros de forma a evidenciar alguns sinais patológicos presentes nos seus filhos.

O filme, dirigido por Tricia Regan em 2007, foi indicado ao Primetime Emmy Awards em 2008 na categoria de Nonfiction Special.

Este é um filme que reforça a ideia de que o principal objectivo das terapias expressivas não é o valor estético final mas sim o prazer que advém do seu processo.

Assisti hoje pela manhã na HBO - Documentário emocionante. Mostra o dia-a-dia dos pais e a luta e o desespero dos mesmos para que seus filhos autistas sejam respeitados, sejam vistos pela sociedade como um ser humano que tem direitos, que precisa estudar, aprender, se relacionar com os demais.
O documentário mostra que existem possibilidades de inclusão, que eles são diferentes sim, porém cada um com sua singularidade, alguns amaveis outros nem tanto, alguns com mais facilidades para se comunicar, com mais capacidade cognitiva, porém, todos eles precisam de alguém que os amem, incondicionalmente. Precisamos aprender mais com eles e sobre eles.
Postar um comentário