segunda-feira, junho 27, 2011

Cursos breves a distância EPSIBA –JULHO2011 com Alícia Fernandez

Cursos breves a distância EPSIBA  –JULHO2011

CURSO 1 : CURSO BREVE A DISTÂNCIA: AUTORIAS VOCACIONAIS (Inicio: 11/07/11 – Término: 12/09/11)

CURSO 2: CURSO BREVE A DISTÂNCIA: CONTRIBUIÇÕES DA PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA ANTE O  “DIAGNÓSTICO” DE TDA/TDAH  (Inicio: 13/07/11– Término: 13/09/11)

CURSO 3: CURSO BREVE A DISTÂNCIA: PUBERDADE E ADOLESCÊNCIA NOS CONTEXTOS ATUAIS. CONTRIBUIÇÕES PSICOPEDAGÓGICAS  (Inicio: 15/07/11- – Término: 15/09/11)


AUTORES E PROFESSORES:  Psp. Alicia Fernández e o Ps. Clínico Jorge Gonçalves da Cruz

MODALIDADE DOS CURSOSSe realizam inteiramente através da Internet, sem horários prefixados:
  • De acordo a um cronograma se enviam por email os materiais dos Cursos.   A partir da leitura cada participante pode enviar por email consultas aos autores/professores Alicia Fernández e Jorge Gonçalves da Cruz,  que responderão também por email dando lugar a um intercâmbio em torno dos materiais.
  • Classe virtual:  Durante o curso, o participante terá acesso a materiais complementários sobre o tema (em português ou espanhol) em formato audiovisual,  tais como imagens, vídeos, artigos, apresentações em formato PowerPoint e mapas conceituais.
Os participantes receberam uma senha de acesso que lhes permitirão ingressar à Aula Virtual de nosso site web. Sua senha será válida durante os dois meses em que se desenvolverá o Curso. Podem ingressar ao site no momento em que desejem.

CONTEÚDO

CURSO 1:   AUTORIAS VOCACIONAIS

IDEIAS NODAIS DA PSICOPEDAGOGIA PARA O TRABALHO DE AUTORIAS VOCACIONAIS:
A autoria de pensamento como objeto do trabalho psicopedagógico. .As autorias vocacionais e profissionais.
Capacidade de escolher. O movimento entre escolher e decidir
Eleger vs. Optar /Autorias vs. Orientação.
Relações entre o desenvolvimento da capacidade atencional e a  capacidade de creer/criando…”
“A capacidade de creer/criando…” e sua importância no trabalho de autorias vocacionais.
Diferenciação entre informação, conhecimento e saber, na era telemática.
Aprender é historiar-se: Múltiplas biografias para projetar-se a um futuro. Propostas e recursos para trabalhar com crianças, adolescentes e adultos.
Inteligência como “desadaptação criativa”..As diferenças como singularizantes.
A potência atencional da alegria.

- A PROPOSTA DE AUTORIAS VOCACIONAIS,  COM CRIANÇAS, ADOLESCENTES E ADULTOS.
Promovendo autorias vocacionais nos contextos atuais.
O por quê da proposta de Autorias Vocacionais.
Suas diferenças e contribuções a Orientação Vocacional.

- “PROJETO IDENTIFICATÓRIO” E  “PROJETO VOCACIONAL/OCUPACIONAL” NOS CONTEXTOS ATUAIS.
Podemos falar de “identidade profissional ou ocupacional”?.  A construção identitária. Promovendo espaços de “heteroestima” .

- O NECESSÁRIO TRABALHO DE REENCONTRO COM A PRÓPRIA ELEIÇÃO VOCACIONAL DO PROFISSIONAL.
Resgatando as autorias vocacionais do próprio profissional (psicopedagogo, docente, professor, psicólogo, terapeuta…).
Procurando espaços de reencontro com nossas próprias eleições vocacionais, que nos permitam recuperar o entusiasmo e as alegrias iniciais
Experiências com grupos de professores. O trabalho de promoção de autorias vocacionais entre os professores e profissionais.
Questionamento à denominada “Síndrome de Burn-out”.

- RECURSOS PSICOPEDAGÓGICOS. APRESENTAÇÃO DE FERRAMENTAS, PROPOSTAS DE TRABALHO E EXPERIÊNCIAS PSICOPEDAGÓGICAS NO TRABALHO DE AUTORIAS VOCACIONAIS COM CRIANÇAS, ADOLESCENTES E ADULTOS.
Como propiciar a capacidade de eleger.
Do impossível à decisão passando pelo possível e o provável.
SPA (Situação Pessoa Aprendendo), SPB (Situação Pessoa Brincando) e SPT (Situação Pessoa Trabalhando).
“Sair pela porta das decisões”.


CURSO 2:   CONTRIBUIÇÕES DA PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA ANTE O QUESTIONADO “DIAGNÓSTICO” DE TDA/THDA


·   O “diagnóstico” de TDA (Transtorno por déficit de atenção) e TDAH (Transtorno por déficit de Atenção com hiperatividade). 
·   Contextos sócio-culturais e a atencionalidade:  Um enfoque crítico sobre a biologização do mal estar e a medicalização da infância e da adolescência.  
·   Crianças e adolescentes: desatentos ou desatendidos?. A sociedade desatenta e hiperativa: medica o que produz.
·  A capacidade atencional: uma leitura Psicopedagógica.  A aprendizagem da capacidade de atender. Capacidade de atender em sua relação com a capacidade lúdica.  Atender e aprender. Capacidade de atender e ambiente facilitador do brincar
·  Como se atende ao objeto de conhecimento?.O atender, a inteligência e o criar.  Ato criativo.  .Atencionalidade e criatividade.
·   Atenção, construção e história. Lembrar e atender.
·   Diagnóstico” nas dificuldades de Atenção:  A que chamamos diagnóstico psicopedagógico clínico?  As perturbações na aprendizagem expressam uma mensagem que sempre é singular.
·   Diagnosticar ou rotular? O que determina o abuso no “diagnóstico” de TDA e a sobre-medicação?
·   Corpo, aprendizagem e ato criativo na era telemática. Corporalidade e subjetivação. Questões de gênero e atencionalidade.
·   Os novos modos atencionais nos tempos da Internet e os “vídeo-game”. Mudanças na modalidade de percepção na era telemática. Transformação dos modos de representação na
era telemática. .Representação do tempo. Representação do espaço. Representação do corpo. Jogos eletrônicos e espaços do brincar. Corporeidade e subjetivação.  Os “corpos-
caderno”.
·   Contribuições psicopedagógicas para pensar e intervir frente às vicissitudes da “capacidade atencional”  e da “atividade” pensante. Apostando  promover a atividade pensante em lugar das hiperatividades e os déficits. 
·   Intervenções psicopedagógicas com meninos/as, pais e professores.
·   Promovendo caminhos de autoria ante os novos modos atencionais. Mudar os modos de investigar. A queixa é o lubrificante da máquina inibitória  Questões de gênero, era telemática e atencionalidade. .Novos modelos familiares e variações nas modalidades atencionais.
·   Apresentação  da Investigação S.P.P.A. “Situação Pessoa Prestando Atenção”: Investigação psicopedagógica tendente a explorar as novas modalidades atencionais nas crianças, adolescentes e adultos. Em funcionamento desde o ano 2000 com a  participação de  50 investigadores de diferentes países.
Apresentamos material clínico e Entrevistas SPPA: como ferramenta diagnóstica e de intervenção psicopedagógica em torno das vicissitudes da capacidade atencional.



CURSO 3: PUBERTADE E ADOLESCÊNCIA NOS CONTEXTOS ATUAIS. CONTRIBUÇÕES PSICOPEDAGÓGICAS.

·   CONTEXTOS SOCIAIS E ADOLESCÊNCIA:  
-Quais novos modos de “adolescer”-crescer- estão inventando os púberes de hoje para tramitar o adolescer –padecer-  dos contextos atuais?.
- Violências e fustigamentos nas escolas (“Bullying?”).
- Condutas temerárias em contextos urbanos hostilizantes (esportes radicais, parkour...). Buscas de sentido em contextos de ruptura e reconfigurações dos laços sociais.
-“Pichações”, Blogs…  O que e como escrevem os adolescentes fora da Escola?. 
- Adolescer na era da “ética do êxito” (ou "Nos ensinam a escalar até o nada").
- Fotologs e redes sociais na Internet. Uma leitura psicopedagógica. 
- A necessidade de fazer pensáveis estes contextos e as particulares condições de subjetivação que imprimem, desde uma perspectiva psicopedagógica.
·   OS TRABALHOS PSÍQUICOS DO ADOLESCENTE. Uma leitura Psicopedagógica:  
-Construção do “nós”. O grupal. Função subjetivante de “os/as amigos/as”.
- Construir-se um passado para projetar-se ao futuro.
-O aprender como um modo de se re-situar frente ao passado.
- Do brincar ao trabalhar passando pelo aprender: uma travessia de descontinuidades.
- Da casa à rua (ou do familiar ao extra-familiar).
- Reconstrução e re-significação das primeiras aprendizagens. As aprendizagens paradigmáticas da Primeira Infância se reconstroem na adolescência instalando-se no social. A “Adolescência” como oportunidade para resgatar a potência criativa dessas aprendizagens da primeira infância.
·   IDEÍAS NODAIS DA PSICOPEDAGOGÍA:  
- autoria de pensamento e os trajetos da adolescência.  
-“Modalidades de ensino” e “Modalidades de aprendizagem. Que modalidades ensinantes predominam no mundo extra-familiar dos adolescentes?
-Dispositivo de análise psicopedagógico:  Posições ensenantes feridoras. Modalidades ensinantes facilitadoras. Ambiente facilitador da autoria de pensamento. 
-A inteligência como desadaptação criativa.
- Sair da queixa paralisante para propiciar autorias que permitam desativar o tédio.
- O processo adolescente em seus potenciais de transformação e criação.
·   INTERVENÇÕES e PROPOSTAS PSICOPEDAGÓGICAS POSSIVEIS:  
-Repensando nossas práticas ante as problemáticas atuais.  Intervenções clínico-psicopedagógicas com púberes e adolescentes. 
- Como escutar/acompanhar os trajetos da adolescência? 
-Reposicionar-nos ante a diversidade:  propiciando espaços grupais nos que o fustigamento entre pares não possa crescer.

 
AUTORES DOS MATERIAIS E DOCENTES DOS CURSOS:  Psicopedagoga ALICIA FERNÁNDEZ e Psicólogo clínico JORGE GONÇALVES DA CRUZ

 Alicia Fernández é Psicopedagoga, com especializações em Psicopedagogia clínica e em Psicodrama.
.Autora das seguintes obras: “A inteligência aprisionada”, “A mulher escondida na professora”, “O saber em jogo”, “Os idiomas do aprendente” e “Psicopedagogia em Psicodrama”, editadas em espanhol e português.
.Atenção Psicopedagógica clínica em consultório com crianças, adolescentes e adultos  (desde 1970 até a atualidade)
.Docente na Universidad de Buenos Aires (Pós-graduação da Faculdade de Psicologia) e Professora Titular das materias “Diagnóstico Psicopedagógico” e “Tratamento Psicopedagógico” da Universidad del Salvador (Faculdade de Psicopedagogia).
.Docente convidada em numerosas Universidades e Associações da América Latina e Europa:  Technische Universität de Berlin, Association Gree Groupe Européen de Recherche en Evaluation Education et Réadatation de Francia, Faculdade de Ciências da Educação de Lisboa Portugal,  Pontificia Universidade Católica de São Paulo,  Universidade do Vale do Rio dos Sinos,  Universidade de Passo Fundo, Universidade Regional Do Noroeste Do Estado Do Rio Grande do Sul, Universidad de la República de Uruguay, Universidad Nacional de Lomas de Zamora, Universidad de Morón, Universidad Nacional del Comahue,  Universidad Nacional de la Rioja, Universidad Nacional de San Juan,  Universidad Nacion al de San Luis; entre outras.
.Fundadora e co-diretora de E.Psi.B.A. Espaço Psicopedagógico Brasileiro-Argentino-Uruguaio. Coordenação de grupos de formação de profissionais das áreas de saúde e educação em diversas cidades da Argentina, do Uruguay, do Brasil e de Portugal. 
.Título Membro Honorário da Associação Nacional de Psicopedagogia do Brasil.
.Distinção Membro de honor da Associação de Psicopedagogos de Neuquén
.Assessora de numerosas instituições educativas de gestão privada e assessora de atividade psicopedagógica em Hospitais de gestão pública e privada.
.Fundadora do centro de aprendizagem do Hospital Nacional "A. Posadas", Buenos Aires, Argentina.
.Ex Assessora da Secretaria de Educação do Município de Porto Alegre, Brasil.


Jorge Gonçalves da Cruz é Psicólogo clínico, psicodramatista.. Psicoterapeuta com crianças, adolescentes e adultos em consultório privado.
.Docente na Universidad de Buenos Aires (Faculdade de Psicologia).
.Docente convidado em numerosas Universidades e Associações da América Latina e Europa:  Faculdade de Ciências da Educação de Lisboa Portugal,  Secretaria Municipal de Porto Alegre,  Pontificia Universidade Católica de São Paulo,  Universidad de la República de Uruguay, Universidad Nacional de Lomas de Zamora,  Universidad Nacional de San Martín, , Universidad Nacional del Comahue,  Docente do "Curso de especialização em Psicopedagogia Clínica" (Ministério de Saúde e Ação social) no Hospital A. Posadas, Buenos Aires, Argentina; entre outras.
.Fundador e co-diretor de E.Psi.B.A. Espaço Psicopedagógico Brasileiro-Argentino-Uruguaio e da Revista E.Psi.B.A. Coordenação de grupos de formação de profissionais das áreas de saúde e educação em diversas cidades da Argentina, do Uruguay, do Brasil e de Portugal. 
.Integrante da equipe do "Plano de Assistência comunitária em Avellaneda" (convênio com a Faculdade de Psicologia, Universidad de Buenos Aires) para o assessoramento e capacitação com as equipes de orientação das escolas da rede pública do distrito.
.Assessor de numerosas instituições educativas de gestão privada e supervisor externo em  Hospitais. 
.Ex Assessor da Secretaria de Educação do municipio de Porto Alegre, Brasil.

Os professores Alicia Fernández e Jorge Gonçalves da Cruz, coordenam há 8 anos a Investigação S.P.P.A.: SITUAÇÃO PESSOA PRESTANDO ATENÇÃO,  que se aboca a explorar as modalidades atencionais nos contextos atuais tendendo a gerar uma reconceitualização do conceito tradicional de “atenção” e de “hiperatividade” que propicie ferramentas de reflexão e intervenção psicopedagógicas, estendidas no campo clínico e educativo. Dita Investigação conta com a participación em rede de 50 profissionais residentes em diversos países de América e Europa.

  
Coordenadora de Relacionamento –María Sol Gonçalves da Cruz – Psicóloga clínica (Universidad de Buenos Aires – UBA)

  
AVALIAÇÃO: Os Cursos não incluem instâncias de avaliação. Uma vez concluídos os Cursos quem desejar poderá enviar um artigo de sua autoria, redatado a partir dos Cursos. Entre as produções recebidas se selecionará uma que será publicada no próximo número da Revista E.Psi.B.A., que circula em diferentes cidades da Argentina, do Brasil, do Uruguai e  de Portugal.

CERTIFICAÇÃO Um certificado impresso será enviado via correio postal.  Certificados expedidos por EpsiBA. como curso livre. Neste certificado constará: nome do curso, nome do participante, carga horária (80 horas), assinatura dos  professores do curso (Alicia Fernández – Jorge Gonçalves da Cruz) e  dados de EPsiBA . A CARGA HORÁRIA estimada para esse curso é de 80 horas. O horário de estudos é estabelecido pelo próprio participante, de acordo com sua disponibilidade. 

IDIOMA: Os Módulos teóricos  são enviados em português ou espanhol, segundo  a preferência do participante.  A partir da leitura os participantes podem enviar suas consultas em português ou em espanhol (já que os professores lêem nos dois idiomas). Os professores respondem por email  em espanhol.  

PÚBLICO ALVO: Estudantes e profissionais de Pedagogía, Psicopedagogia, Psicologia, Fonoaudiologia e Licenciaturas. Professores,educadores, diretores de escolas, orientadores educacionais e demais profissionais que desde outras disciplinas se interessem pelas temáticas a abordar. 
Requisitos necessários: Computador com acesso a internet. É necessário ao inscrito saber enviar e-mail  (se enviam por email os materiais dos Cursos  e intercâmbio por email) e navegar pela internet (os participantes receberam uma senha de acesso que lhes permitirão ingressar à Aula Virtual de nosso site web. Lá encontrará materiais adicionais, vídeos... Não trabalhamos com fóruns de discussão e chats.)


VALOR (em Reais)

Até 10/07/2011:
.Curso 1 “Autorias vocacionais”: investimento total de R$ 310,00 à vista  (ou 2 parcelas de R$ 180*)
.Curso 2 “TDA”: investimento total de R$ 280,00  à vista (ou 2 parcelas de R$ 160*)
.Curso 3 “Adolescência”: investimento total de R$ 300,00 à vista  (ou 2 parcelas de R$ 175*)
*primeira parcela até 10/07 - segunda parcela até 10/08/2011,

Descontos (não acumulativos)   
-2 o 3  cursos: 15% de desconto
-Associados da ABPp-RJ (seção Rio de Janeiro),  ABPp Seção-Brasilia,  ABPp-Es (núcleo Espírito Santo) y ABPp- RS (Rio Grande do Sul):   terão 15% de desconto 

RESERVAS E INFORMAÇÕES:
A traves do email  epsiba@epsiba.com OU espacioepsiba@gmail.com informando: nome, profissão, cidade de residência e nome do Curso de seu interesse. 

Enviaremos uma confirmação  para o seu e-mail.

Ficamos à disposição para eventuais esclarecimentos que se façam necessários

Podem consultar mais informações sobre estas e outras propostas em: www.epsiba.com

Carhué 436 – Cidade de Buenos Aires - Argentina
Telefax: (005411) 4641 0272
Postar um comentário